Medidas do governo bolsonaro em combate ao coronavírus

Além da saúde e do risco de vida eminente que o coronavírus evidenciou, temos também um grande problema econômico no Brasil. Assim como o resto do mundo, o Governo Bolsonaro começou a implantar medidas de combate aos efeitos do coronavírus na sociedade.

Apesar de já ter deixado claro que é contra o isolamento social, Bolsonaro tem anunciado medidas para reverter os efeitos negativos da pandemia do coronavírus. Separamos algumas delas para você se informar e entender seus funcionamento. Veja abaixo:

Saque FGTS emergencial

O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço funciona como uma conta inacessível na qual são depositadas contribuições a partir da sua remuneração mensal. Esse valor só pode ser acessado quando o funcionário é demitido sem justa causa ou através de liberações do Governo como é o caso do saque FGTS de aniversário. E é justamente através da liberação do Governo, que os brasileiros poderão ter acesso ao saque emergencial FGTS.

O valor poderá ser sacado entre os dias 15 de junho e 31 de dezembro. E vale mencionar que o saque FGTS de 1.045 vale tanto para contas ativas como as contas inativas dos trabalhadores brasileiros.

13° salário antecipado

O 13° salário representa uma bonificação de natal, oferecida aos trabalhadores que atuam através da carteira de trabalho assinada.. O cálculo é realizado a partir da soma de todos os seus salários do ano divididos pela quantidade de meses trabalhados. Geralmente, esse valor é pago em duas parcelas que acontecem nos meses de novembro e dezembro, entretanto, o Governo proporcionou a antecipação desse benefício.

Mas é interessante ressaltar que apenas aposentados e pensionistas do INSS terão direito ao saque, já que os demais trabalhadores dependem de seus empregadores para receber a bonificação.

Auxílio Emergencial

Um dos recursos mais comentados durante a pandemia do coronavírus é o auxílio emergencial. Esta medida foi colocada em prática para beneficiar os milhões de trabalhadores que ficaram impossibilitados de exercer suas funções e serviços por conta do isolamento social e do fechamento de estabelecimentos considerados não-essenciais.

Através desse recurso, os brasileiros que não estão trabalhando e não possuem carteira assinada podem ter acesso a uma bolsa de R$600 ou R$1.200 durante três meses.

Bolsa Família Emergencial

O Bolsa Família é um programa de transferência de renda destinado às famílias brasileiras que se encontram em situação de pobreza ou de pobreza extrema. Como durante a pandemia do coronavírus, o Bolsa Família se tornou a única fonte de renda de muitos cidadãos, o Governo criou o benefício emergencial.

Esse recurso é oferecido automaticamente para as famílias que são estão cadastradas no Bolsa Família, acrescentando um valor de R$600 ao auxílio, ou R$1.200 no caso de mulheres chefes de família.

A crise do coronavírus irá afetar a criação de novos empregos em 2020?

A crise financeira de 2019 parecia estrar prestes a melhorar e muitas apostas de economistas indicavam 2020 como um ano promissor. Entretanto, o surto de coronavírus que surgiu em 2019 e tomou força em fevereiro, mudou esse caminho.

Agora, milhões de brasileiros estão em casa afastados de seus empregos e com a economia prestes a despencar. Por isso, fica a questão: será que a crise de coronavírus irá afetar a criação de novos empregos em 2020? Entenda a seguir:

Em 2020, o Presidente Jair Bolsonaro visava lançar um programa chamado Verde e Amarelo, com o intuito de criar novos empregos para jovens entre 18 e 24 anos. Além disso, existia um percentual satisfatório de empresas que começaram a reabrir e outras que começaram a expandir o seu negócio.

Nesse cenário, havia uma grande expectativa de que 2020 fosse um ano economicamente positivo para o país, com grandes apostas no crescimento do PIB, entre outros números.

Mas tudo isso mudou quando o coronavírus chegou ao país. Com o isolamento social causado pelo quarentena, a economia travou, fazendo com que as empresas fechassem as portas temporariamente e com que os brasileiros de trabalhar.

As medidas dividiram o país em duas categorias de trabalhadores: aqueles que ficaram sem trabalha mas que receberam suporte financeiro das empresas e aqueles que perderam seus empregos.

De acordo com os cálculos de especialistas da economia, a expectativa é que mais de 25 milhões de brasileiros percam seus empregos em cerca de 3 meses, piorando ainda mais o cenário do desemprego.

Isto porque, de acordo com dados publicados recentemente, um grande percentual de brasileiros já estava desempregado algum tempo antes do coronavírus instalar uma pandemia.

Então o que podemos esperar em relação ao mercado de trabalho no Brasil em 2020?

Com diversos problemas sociais surgindo a partir do surto de coronavírus e as pessoas guardando sua economias para a situação desconhecida que estarão vivendo em alguns meses, é difícil prever a possibilidade de novos empregos.

Em primeiro lugar, busca-se a estabilidade do contágio pelo coronavírus. Depois desse período, tanto as empresas quanto os trabalhadores estarão buscando se reerguer perante a economia.

O mesmo pode ser dito para diversas categorias de emprego, como as vagas para Jovem Aprendiz Bradesco em 2020, por exemplo. Apesar de ser um contrato de trabalho mais flexível para as empresas, as previsões são de congelamento temporário da categoria.

A única categoria de emprego que estará sendo uma opção durante esse período é a de entregador. Também há um percentual positivo de luco para quem trabalha no setor alimentício, entretanto, sem promessas de crescimento.

Até que o cenário melhore, o brasileiro deve estar preparado para um cenário de desemprego ainda mais alarmantes e começar a pensar em medidas criativas para garantir a renda mensal.

Não conseguiu tirar nota boa no ENEM? Saiba como continuar os estudos

Anualmente ocorre a prova do ENEM, porém, infelizmente não existem vagas para todos os estudantes inscritos no exame para todas as Universidades públicas do país. Com isso, anualmente milhares de jovens acabam por não conseguir conquistar a tão sonhada vaga no curso que deseja em uma Universidade pública. Porém, ainda existem formas de continuar os estudos após isso.

Não consegui tirar nota boa no ENEM e agora?

Mesmo que uma pessoa tenha realizado a prova do ENEM e não tenha conseguido uma boa nota para concorrer a o curso que desejava, ainda assim, existem outras opções que ela poderá tomar.

Ou seja, não é porque você se saiu mal no ENEM que suas chances de um futuro acadêmico estão arruinadas. Basta tentar outras opções mais viáveis para você no momento.

A opção mais recomendada, é claro que é continuar a estudar e tentar novamente no ano que vem. Desse modo, você terá mais experiência no ENEM. Além é claro de poder passar mais um ano se preparando para conseguir desta vez uma boa nota no exame.

Como continuar a estudar sem ser pelo ENEM

O que poucas pessoas levam como opção, é que não existe apenas o ENEM como opção viável de estudo. Existem outros métodos que o estudante poderá se utilizar para poder conquistar uma vaga em uma instituição de ensino e assim, dar início a sua vida acadêmica profissional.

No Brasil existem diversos programas e instituições de ensino que são tão competentes quantos as Universidades públicas, elas são as escolas técnicas.

Um pouco diferente das Universidades, as escolas técnicas ensinam cursos de nível mais abaixo, porém, tão essenciais quanto os de nível superior.

No país as principais instituições que ensinar cursos técnicos são as ligadas ao Governo. Ou seja, o governo possui diversas parcerias com vários centros de estudos em todos os estados brasileiros.

Desse modo, milhares de estudantes podem anualmente se matricularem em centros de ensino técnico totalmente de graça devido a programas como as vagas para o Pronatec.

Além deste programa, existem outros como:

  • SISUTEC;
  • SENAI;
  • SENAC PSG;
  • SENAT
  • SENAR;
  • SESI;
  • PROUNI;
  • Educa Mais Brasil;
  • Quero Bolsa;
  • FIES;
  • Dentre outros.

Todos esse programas possuem vagas abertas durante os primeiros meses do ano e no mês de julho/agosto para novos semestres, como por exemplo, as inscrições Pronatec.

Todos esses programas auxiliam os estudantes a conseguirem bolsas de estudos ou financiamento para poderem dar início a vida acadêmica de graça ou com descontos significativos nas mensalidades. Tudo isso, mesmo que o estudante não tenha conseguido uma boa nota do ENEM.

Trabalhar antes do 18 anos: quando e como incentivar seu filho a ganhar o próprio dinheiro

Especialistas indicam que quanto mais cedo você ensinar sobre economia, finanças e gestão para os seus filhos, mais chances eles tem de saber administrar efetivamente suas vidas. Por isso, muitos pais querem inserir os filhos no modelo do mercado de trabalho mesmo antes dos 18 anos.

Mas será que essa decisão pode ser prejudicial ao desenvolvimento do seu filho? Veja a seguir quando e como você deve incentivar as crianças e jovens a ganhar o próprio dinheiro:

Mesada

Vamos começar falando da administração da mesada: um valor simbólico que deve ser utilizado para cumprir os desejos da criança. O que é interessante sobre a mesada é que ela pode começar a ser aplicada desde cedo, em média, a partir dos três anos de idade.

Assim, o seu filho pode começar a entender como funciona o dinheiro e de que forma ele pode ser útil. É importante ressaltar que o uso da mesada não deve ser para incentivar as crianças a serem consumistas, e sim a saber selecionar o que é necessário e o que cabe em seu orçamento.

Trabalho Independente

Se tem uma categoria de trabalhadores que está crescendo hoje em dia, é a de trabalho independente. Essa também pode ser uma forma de incentivar o seu filho a trabalhar sem interferir nos direitos e deveres de adolescente.

Vocês podem identificar habilidade como decoração, artesanato e confeitaria para qu possam revender os produtos produzidos. Vale lembrar que revender algum material como maquiagem, também é uma ótima opção.

Programas Educacionais

Se você já inseriu o seu filho no modelo da economia do país, pode ser um bom momento para começar a incentivar o trabalho. Mas é interessante ressaltar que esse processo não pode interferir na carga horária escolar do sue pequeno. E para isso, já existem programas educacionais que incentivam a primeira experiência do trabalho, respeitando o processo escolar.

Estamos falando de programas como o Jovem Aprendiz, que oferecem uma categoria de emprego em grande empresas para jovens que ainda não possuem nenhuma experiência profissional. A carga horária pode ser de até 6 horas diárias, sem interferir na escola. Além disso, o Jovem Aprendiz trabalha com a carteira assinada, possuindo alguns direitos importantes.

De acordo com o programa, os jovens podem ter entre 14 e 24 anos. Mas o mais indicado, dependendo da construção de mundo do próprio estudante, é que este possa começar a trabalhar no ensino médio, que é quando seu desenvolvimento está evoluindo.

Dicas importantes para quem deseja se tornar um bom gestor

Para qualquer tipo de negócio ou instituição, uma boa gestão é um ponto necessário. Mas com tantos profissionais da área no mercado, como se destacar? Você pode ser o grande diferencial da sua área, apenas seguindo algumas dicas de gestão bem importantes.

Quer se tornar um bom gestor? Então você precisa conferir essas dicas exclusivas que trouxemos para você.

Comunicação

Muitos especialistas afirmam que a comunicação é uma habilidade necessária para, basicamente, todas as áreas do mercado. Mas para quem irá trabalhar com gestão de negócios e pessoas, essa habilidade pode ser um ponto de crescimento fundamental.

O problema é entender de que forma você pode aplicar a comunicação no dia a dia do seu trabalho. Bem, uma boa opção é promover reuniões colaborativas.

Esses momentos proporcionam interação, não somente entre gestor e funcionários como também entre a própria equipe que trabalha junto. E será igualmente uma oportunidade do gestor ouvir e ser ouvido.

Capacitação

Quando nós conseguimos nos especializar numa área, por vezes, temos a sensação de dever cumprido em relação a nossa capacitação. O que nós esquecemos é que o mercado é tomado por tendências todos os dias.

E o que isso quer dizer para o gestor? Se o mercado é levado constantemente para outros direcionamentos e passa por adaptações, o gestor que quer se destacar terá de fazer o mesmo!

Então, o ideal é que você não pare de buscar cursos, preparatórios, oficinas entre outros níveis de aprendizado. Assim, você será um gestor apto e moderno.

Eficiência

Falar de eficiência, principalmente para profissões que estão lidando com a gerência de pessoas, é muito importante pois evidencia processos que dependem da sua inteligência profissional.

Portanto, seja capaz e se esforce para desenvolver projetos eficientes, visando sempre o corte de gastos desnecessários e a lucratividade da sua empresa.

Neste ponto, definir prioridades de trabalho para o seu dia a dia será uma vantagem. Mantenha os princípios dos projetos sempre em ordem para obter sucesso.

Projetos

O principal objetivo do gestor deve ser sempre visualizar o resultado de qualquer coisa que esteja promovendo dentro da empresa, portanto, o desenvolvimento de projetos é fundamental.

E nem sempre esses projetos precisam estar ligados somente ao financeiro, mas também para a solução de problemas comum que podem acontecer.

Se o gestor consegue desenvolver dentro de seu ambiente de trabalho a cultura do resultado, seja lá em qual viés estiver trabalhando, com certeza esse será um bom profissional!