A crise do coronavírus irá afetar a criação de novos empregos em 2020?

A crise financeira de 2019 parecia estrar prestes a melhorar e muitas apostas de economistas indicavam 2020 como um ano promissor. Entretanto, o surto de coronavírus que surgiu em 2019 e tomou força em fevereiro, mudou esse caminho.

Agora, milhões de brasileiros estão em casa afastados de seus empregos e com a economia prestes a despencar. Por isso, fica a questão: será que a crise de coronavírus irá afetar a criação de novos empregos em 2020? Entenda a seguir:

Em 2020, o Presidente Jair Bolsonaro visava lançar um programa chamado Verde e Amarelo, com o intuito de criar novos empregos para jovens entre 18 e 24 anos. Além disso, existia um percentual satisfatório de empresas que começaram a reabrir e outras que começaram a expandir o seu negócio.

Nesse cenário, havia uma grande expectativa de que 2020 fosse um ano economicamente positivo para o país, com grandes apostas no crescimento do PIB, entre outros números.

Mas tudo isso mudou quando o coronavírus chegou ao país. Com o isolamento social causado pelo quarentena, a economia travou, fazendo com que as empresas fechassem as portas temporariamente e com que os brasileiros de trabalhar.

As medidas dividiram o país em duas categorias de trabalhadores: aqueles que ficaram sem trabalha mas que receberam suporte financeiro das empresas e aqueles que perderam seus empregos.

De acordo com os cálculos de especialistas da economia, a expectativa é que mais de 25 milhões de brasileiros percam seus empregos em cerca de 3 meses, piorando ainda mais o cenário do desemprego.

Isto porque, de acordo com dados publicados recentemente, um grande percentual de brasileiros já estava desempregado algum tempo antes do coronavírus instalar uma pandemia.

Então o que podemos esperar em relação ao mercado de trabalho no Brasil em 2020?

Com diversos problemas sociais surgindo a partir do surto de coronavírus e as pessoas guardando sua economias para a situação desconhecida que estarão vivendo em alguns meses, é difícil prever a possibilidade de novos empregos.

Em primeiro lugar, busca-se a estabilidade do contágio pelo coronavírus. Depois desse período, tanto as empresas quanto os trabalhadores estarão buscando se reerguer perante a economia.

O mesmo pode ser dito para diversas categorias de emprego, como as vagas para Jovem Aprendiz Bradesco em 2020, por exemplo. Apesar de ser um contrato de trabalho mais flexível para as empresas, as previsões são de congelamento temporário da categoria.

A única categoria de emprego que estará sendo uma opção durante esse período é a de entregador. Também há um percentual positivo de luco para quem trabalha no setor alimentício, entretanto, sem promessas de crescimento.

Até que o cenário melhore, o brasileiro deve estar preparado para um cenário de desemprego ainda mais alarmantes e começar a pensar em medidas criativas para garantir a renda mensal.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *