Trabalhar antes do 18 anos: quando e como incentivar seu filho a ganhar o próprio dinheiro

Especialistas indicam que quanto mais cedo você ensinar sobre economia, finanças e gestão para os seus filhos, mais chances eles tem de saber administrar efetivamente suas vidas. Por isso, muitos pais querem inserir os filhos no modelo do mercado de trabalho mesmo antes dos 18 anos.

Mas será que essa decisão pode ser prejudicial ao desenvolvimento do seu filho? Veja a seguir quando e como você deve incentivar as crianças e jovens a ganhar o próprio dinheiro:

Mesada

Vamos começar falando da administração da mesada: um valor simbólico que deve ser utilizado para cumprir os desejos da criança. O que é interessante sobre a mesada é que ela pode começar a ser aplicada desde cedo, em média, a partir dos três anos de idade.

Assim, o seu filho pode começar a entender como funciona o dinheiro e de que forma ele pode ser útil. É importante ressaltar que o uso da mesada não deve ser para incentivar as crianças a serem consumistas, e sim a saber selecionar o que é necessário e o que cabe em seu orçamento.

Trabalho Independente

Se tem uma categoria de trabalhadores que está crescendo hoje em dia, é a de trabalho independente. Essa também pode ser uma forma de incentivar o seu filho a trabalhar sem interferir nos direitos e deveres de adolescente.

Vocês podem identificar habilidade como decoração, artesanato e confeitaria para qu possam revender os produtos produzidos. Vale lembrar que revender algum material como maquiagem, também é uma ótima opção.

Programas Educacionais

Se você já inseriu o seu filho no modelo da economia do país, pode ser um bom momento para começar a incentivar o trabalho. Mas é interessante ressaltar que esse processo não pode interferir na carga horária escolar do sue pequeno. E para isso, já existem programas educacionais que incentivam a primeira experiência do trabalho, respeitando o processo escolar.

Estamos falando de programas como o Jovem Aprendiz, que oferecem uma categoria de emprego em grande empresas para jovens que ainda não possuem nenhuma experiência profissional. A carga horária pode ser de até 6 horas diárias, sem interferir na escola. Além disso, o Jovem Aprendiz trabalha com a carteira assinada, possuindo alguns direitos importantes.

De acordo com o programa, os jovens podem ter entre 14 e 24 anos. Mas o mais indicado, dependendo da construção de mundo do próprio estudante, é que este possa começar a trabalhar no ensino médio, que é quando seu desenvolvimento está evoluindo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *